Berinjela recheada e O Amor nos Tempos da Cólera

Quem leu O Amor Nos Tempos da Cólera, de Gabriel García Márquez, sabe que a berinjela protagoniza partes divertidas da obra. Aprenda a fazer a berinjela recheada e descubra mais sobre este clássico. <3

Já disse por aqui que costumo fazer as receitas do blog aos finais de semana. Porém, neste último que passou foi uma correria louca. Acabei fazendo as berinjelas recheadas no domingo de manhã. Ou seja, prato nada digesto para um café da manhã, né? Tá, tudo bem. Acordei tarde. Então tava mais para um brunch rs

Desta vez, peço licença ao leitor, contudo fiz a receita da minha mãe. Já faz um tempo que estou para fazer esta delícia do livro de García Márquez, mas minha intenção era fazer para minha mãe, já que me lembro, desde sempre, dela fazendo deliciosas berinjelas recheadas quando morava com ela. Como não tive tempo de ir vê-la, liguei para a Dona Judith e pedi a receita. 😀

o amor nos tempos da cólera

O livro conta a história de amor entre Fermina e Florentino. Florentino é telegrafista e conhece a jovem Fermina ao entregar cartas para o pai dela. Eles passam anos trocando cartas escondidas de amor, até que Forentino a pede em casamento. Fermina reluta um pouco, mas responde que casa com a condição que ele nunca a faça comer berinjelas.

O pavor de berinjela a persegue desde pequena, quando seu pai a obrigou comer sozinha um ensopado que era para seis pessoas. Depois, deram-lhe óleo de rícino para curá-la do castigo. Como se isso não fosse suficiente, Fermina ainda achava que berinjela tinha cor de veneno.

O pai de Fermina descobre as cartas de amor entre os dois e leva a filha para outra cidade. Os pombinhos ainda se comunicam por cartas durante mais dois anos, até que, um belo dia, Florentino vê Fermina na rua e ela faz um sinal para que ele não se aproxime. Logo em seguida, ela se casa com o médico Juvenal Urbino. A jovem até é feliz no casamento, mas precisa enfrentar a sogra que cozinha berinjela todo santo dia em homenagem ao marido morto.

Num dia, em um jantar, Fermina prova uma iguaria e se apaixona. Não sabe o que é, mas repete a delícia. Até que descobre que se trata de purê de berinjela. A partir daí, as berinjelas passaram a ser servidas em abundância todos os dias, nas suas mais variadas formas, incluindo berinjela recheada. O que faz o esposo muito feliz:

Eram tão apetecidas pelo doutor Juvenal Urbino que ele alegrava 
os tempos da velhice dizendo que queria ter outra filha para lhe
pôr o nome bem-amado na casa: Berinjela Urbino.

Caso você nunca tenha lido a obra, ou visto o filme, ou ouvido falar no enredo, então preciso parar por aqui para não estragar as surpresas, certo? 😀

amor-nos-tempos-do-colera-fernanda

O livro “O Amor Nos Tempos da Cólera”, de Gabriel García Márquez, foi publicado em 1985 e foi inspirado na história de amor dos pais do escritor. O pai, Gabriel Elígio García, era telegrafista e se apaixonou por Luiza Márquez. No entanto, o romance não foi aprovado pelo pai da moça, o coronel Nicolas, que impediu o casamento a enviando para o interior durante um ano. E o casal, mesmo assim, ficou se comunicando por cartas, casaram e, para nossa sorte, tiveram onze filhos, incluindo Gabriel García Márquez, conhecido como Gabo.

O escritor, em 1982, ganhou o Prêmio Nóbel da Literatura. Em 2009, veio a público e anunciou a sua aposentadoria. Em 2013, o irmão de Gabo disse que o escritor estava sofrendo com demência e em abril deste ano, o Gabo acabou falecendo.

Em 2007, Gabriel García Márquez teve um livro adaptado para Hollywood pela primeira vez e foi, justamente, “O Amor Nos Tempos da Cólera”. O produtor do filme, Scott Steindorff demorou três anos para convencer Gabo a ceder os direitos autorais. No fim, a obra foi para o cinema com Javier Bardem como Florentino, Giovanna Mezzogiorno como Fermina e Fernanda Montenegro como Tránsito Ariza, a mãe de Florentino.


 Machado de AssisNível: Apenas 1 Machado

Berinjela Recheada
Avalie essa receita
Imprimir Receita
Tempo de preparo
30 min
Tempo de preparo
30 min
Ingredientes
  1. - 2 berinjelas médias
  2. - 1 paio pequeno picado
  3. - Pedaço pequeno de bacon picado
  4. - 250g de carne moída
  5. - Alho e cebolas picadas
  6. - 1 folha de louro
  7. - Sal e pimenta a gosto
  8. - 1 punhado de azeitonas
  9. - 1 lata de molho de tomate
  10. - 60g de queijo parmesão ralado
Modo de Preparo
  1. Corte as berinjelas ao meio, no sentido do comprimento e as cozinhe em água com sal até que estejam macias. Em seguida, retire a polpa e reserve.
  2. Numa panela, acrescente o alho, a cebola, o bacon e o paio. Deixe dourar e em seguida acrescente a carne moída. Deixe fritar no próprio óleo do bacon.
  3. Tempere com sal e pimenta e a folha de louro. Em seguida coloque o molho de tomate, as azeitonas e a polpa das berinjelas. Espere até que o molho comece a ferver.
  4. Recheie as metades das berinjelas com a carne, polvilhe queijo parmesão em cima e leve ao forno médio por apenas dez minutos, suficiente para o queijo derreter.
Capitu vem para o jantar http://capituvemparaojantar.com/

Esta berinjela tem gosto de infância para mim. Mas, independente desta minha memória gastronômica, garanto que ficam uma delícia. Você pode servir com um arroz branco simples e um saladinha. Pelo menos é assim que sempre comemos lá em casa. Afinal, a berinjela em si já vale por uma refeição, né?

Confesso que sempre fui um pouco Fermina e a berinjela não me agrada em diferentes formas, mas ela recheada é encanto certeiro! <3

Denise Godinho

Meu nome é Denise Godinho. Decidi aprender a cozinhar e, para a empreitada ser mais interessante, vou fazer as receitas que estão escondidas dentro dos livros. E, acredite, são muitas!

Share This