Colchão de Noiva de Vinícius de Moraes

Vinicius de Moraes era um ótimo cozinheiro e sempre valorizou a boa comida de casa, aquela da família, feita pela avó. No livro Pois sou um bom cozinheiro é possível conhecer mais sobre os dotes culinários do poeta.

“Pois sou um bom cozinheiro” é um dos versos do poema “Autorretrato”, de Vinicius de Moraes. E é também o nome do livro escrito por Daniela Narciso e Edith Gonçalves. Trata-se de um livro delicioso. E, para minha sorte, um presente lindo. Desde que comecei com estas aventuras gastronômicas, os amigos e familiares têm cada vez mais me apoiado, seja com dicas de livros, receitas, palavras de conforto quando o prato não sai tão gostoso e, claro, alguns presentinhos.

É claro que me tranquei no quarto e durante duas semanas fui lendo aos poucos, me deliciando com cada curiosidade e receita. Anotei cada receitinha que preciso fazer e são várias! Mas decidi fazer um post sobre Colchão de Noiva por um motivo apenas: saudade da minha avó. A Dona Enedite sempre fazia o Colchão de Noiva, só que um pouco diferente da receita de Vinícius. A do poeta é recheada e coberta por Ovos Moles. A da Dona Enedite era coberta de doce de leite.

Colchão de noiva de Vinicius de Moraes

O Colchão de Noiva é um bolo muito macio, bem delicado, dobrado em três. É feito com muito ovo e muito açúcar. E se você ler o livro, vai descobrir que Vinicius era realmente viciado em doces, principalmente aqueles feitos com ovos. O Colchão de Noiva é um doce muito tradicional português – também pudera, com a quantidade de ovos que tem. Ao chegarem em terras tupiniquins, os portugueses foram variando a receita com ingredientes populares daqui, como a goiaba, Resultado? Nasceu o famoso bolo de rolo – reconhecido como patrimônio cultural de Pernambuco em 2007.

Receitas como estas aplacavam a solidão que Vinicius de Moraes sentia de casa quando morava no exterior. E é por isso que as receitas reunidas nas obras foram separadas pela própria família de Vinicius. Afinal, quem melhor para saber do que o poeta gostava à mesa do que a própria família, né?


 Machado de AssisMachado de AssisNível: 2 Machados que valem a pena!

Colchão de Noiva
Avalie essa receita
Imprimir Receita
Tempo de preparo
30 min
Tempo de preparo
30 min
Ingredientes
  1. Para a massa
  2. - 8 claras
  3. - 8 gemas
  4. - 8 colheres sopa de açúcar
  5. - 8 colheres sopa de farinha de trigo
  6. - 1 colher sopa de fermento em pó
  7. - 1 fio de óleo vegetal
  8. - Coco rolado para decorar
  9. Para os ovos moles
  10. - 12 colheres sopa de açúcar
  11. - 12 gemas
  12. - 1 colher sopa de manteiga
  13. - 1 pitada de sal
Modo de Preparo
  1. Bata as clara até o ponto de neve.
  2. Peneire as gemas e em seguida acrescente às claras. (Dica: não esqueça de peneirar as gemas. Caso contrário, o doce vai ficar com gosto de ovo muito forte).
  3. Vá batendo e colocando aos poucos o açúcar, a farinha e o fermento.
  4. Unte uma forma com manteiga e farinha e coloque a massa.
  5. Leve ao forno pré-aquecido baixo por 15 minutos (A massa é muito suave, fica pronta muito rápido).
  6. Depois de pronta, coloque a massa em cima de um pano de prato úmido e dobre a massa junto com o pano em três partes. Isso para que a massa não quebre. Depois que a massa já se acostumar com este formato, pode tirar o pano de prato e acrescentar o recheio.
  7. Para fazer os ovos moles, leve o açúcar ao fogo baixo até ficar uma calda. Em seguida, acrescente as gemas, a manteiga e o sal e misture até engrossar.
  8. Abra a massa e coloque o recheio dentro, em seguida enrole-a novamente em três partes e jogue o resto dos ovos moles em cima.
  9. Polvilhe coco ralado.
Capitu vem para o jantar http://capituvemparaojantar.com/

Esta é a receita da família de Vinicius. E fica uma delícia, os ovos moles ficam bem delicados.

No entanto, acredito que você pode fazer outras coberturas. Como já disse, minha avó fazia com doce de leite e é realmente um troca maravilhosa.

Se fizer a receita, me conta como ficou, combinado? <3

Denise Godinho

Meu nome é Denise Godinho. Decidi aprender a cozinhar e, para a empreitada ser mais interessante, vou fazer as receitas que estão escondidas dentro dos livros. E, acredite, são muitas!

  • Paula

    Denise, adoro o Capitu. O Colchão de Noiva me encheu os olhos e amei a dica do livro. Vou fazer a receita e comprar o livro.
    Depois conto se dei conta 🙂
    Beijo

    • Oi, Paula! Fico muito feliz que tenha gostado. Olha, este livro vale a pena cada página. É uma viagem pela vida do artista e a cozinha dele! Indico muito! Depois me conta como ficou o doce. O pessoal aqui em casa adorou. Fiz ontem e hoje a tarde já não tinha nada pra contar a história! rs
      Beijão

Share This