Receita simples de sorvete do livro Minha Vida de Menina

Saiba mais sobre Minha Vida de Menina, de Helena Morley, e faça o sorvete presente na obra

https://www.youtube.com/watch?v=XyVthz6Z3SY&feature=youtu.be

Você que se preparou o ano todo para o vestibular da Fuvest, a essa altura, já deve ter lido todos os livros obrigatórios, né?

“Minha Vida de Menina”, de Helena Morley, que na verdade é um pseudônimo de Alice Brandt, é um diário escrito pela escritora adolescente entre seus 13 e 15 anos, na cidade de Diamantina, em Minas Gerais, no fim do século XIX.

O diário foi escrito entre 1893 e 1895, um pouco depois da abolição da escravatura e da proclamação da república, ou seja, é bem provável que o vestibular traga essa relação entre os dois acontecimentos e o livro.

Vale lembrar que apesar do diário ter sido escrito nesta época, ele só foi publicado em 1942, quando a escritora achou suas anotações e considerou que seria interessante publicar um relato de uma adolescente vivendo o final do século 19 em Minas Gerais.

Bom, já que estamos falando de um diário, o livro é escrito em primeira pessoa, então a escrita é realmente bem leve, como se ela tivesse conversando com o leitor.

Conta com uma narradora personagem que conta causos de família, o cotidiano de Diamantina, festas populares, costumes, superstições e muitos outras coisas. Ela faz comentários e muitas críticas sobre o que vivia. Se mostrando ser uma garota já bem a frente do seu tempo e que vai amadurecendo junto com seus relatos.

A família dela é uma família simples. O pai é minerador, mas a mineração nesse momento já tava meio em baixa. Então eles ralavam mesmo pra sobreviver. Porém a avó dela era muito rica, então ajudava essa família. A narradora é simples, mas tem esse convívio com a parte bem rica da família. Então é interessante acompanhar as reflexões dela sobre o assunto.

Sobre comidinhas, é claro que o livro fala de muitas receitas típicas mineiras como toicinho, doces, bolos, rosquinhas. Mas eu fiquei especialmente curiosa com a passagem sobre o sorvete.

Ela prova o sorvete pela primeira num desses jantares da parte rica da família e ela não gosta. Acha um negócio estranhíssimo. Imagina, uma pedra de gelo. Ela conta que quando colocou na boca levou susto e todo mundo caiu na risada.

Isso aconteceu no dia 6 de março de 1893.

A história do sorvete é muito mais antiga que isso. Dizem que os criadores do sorvete foram os chineses que por volta de 1000 anos antes de Cristo tiveram a ideia de misturar neve com frutas. O leite e os ovos só entraram no século 16. No começo do século 20, os Estados Unidos já se deliciavam com o Sundae e a Banana Split.

Porém, como vimos no relato da Helena Morley. A coisa demorou um pouco mais aqui no Brasil.

O sorvete chegou aqui no dia 23 de agosto de 1834, quando dois comerciantes cariocas encomendaram 200 toneladas de gelo especial feitas nos Estados Unidos. Como nesta época ainda não existia o freezer, o gelo era conservado envolto em serragem e enterrados em grandes covas. A receita do sorvete era vendida, portanto, em horários certos porque derretia. O que devia causar muitas filas, né?

Pra você ter uma ideia. Essa história de se chocar com o sorvete também foi contada por um escritor muito famoso chamado Carlos Drummond de Andrade no conto “O Sorvete”, presente no livro “Contos de Aprendiz”. Na história, dois garotos do começo do século 20 provam o sorvete e acham pavoroso.

Mas vamos voltar ao relato da Helena Morley em Minha Vida de Menina. Ela diz que aquela casa era uma casa pra ter muitas novidades. E lembre-se que eu disse que eles eram ricos. Então é muito provável que tivessem a meio de congelamento de alimentos. Naquela época, se colocava gelo com sal num pote de ferro, depois colocavam o pote de comida, no caso aqui o sorvete, dentro e fechavam.

É bem provável que a receita fosse muito simples. Uma receitinha igual a que eu trouxe hoje.


Sorvete de Minha Vida de Menina
Avalie essa receita
Imprimir Receita
Tempo de preparo
2 hr
Tempo de preparo
2 hr
Ingredientes
  1. - 2 xícaras de chá de creme de leite fresco
  2. - 1 lata de leite condensado
  3. - 1/2 xpicara de chá de cacau em pó
  4. - 1 colher de chá de essência de baunilha
Modo de Preparo
  1. Bata o creme de leite até o ponto de chantilly.
  2. Acrescente os outros ingredientes.
  3. Coloque num recipiente e leve ao freezer por duas horas.
Capitu vem para o jantar https://capituvemparaojantar.com/site/
Delícia de receita, né? E ainda bem que a gente tem freezer hoje em dia para conversar, né? Imagina a trabalheira?

Se você gostou de Minha Vida de Menina, eu quero deixar uma sugestão de leitura. Trata-se de “Duas Meninas”. Um paralelo incrível sobre a protagonista e, adivinha, Capitu. Sim, aquela mesma de “Dom Casmurro” e que me inspirou a criar esse projeto aqui. O livro foi escrito pelo pesquisador Roberto Schwarz e é muito interessante.

Não esquece de curtir, comentar, compartilhar e, claro, se inscrever no canal pra ficar por dentro das novidades. É só clicar aqui!

Curta o Capitu Vem Para o Jantar no Facebook, Instagram e siga o canal no Youtube.

Aproveite o sorvete, boa sorte no vestibular e até a próxima receita.

<3

Denise Godinho

Meu nome é Denise Godinho. Decidi aprender a cozinhar e, para a empreitada ser mais interessante, vou fazer as receitas que estão escondidas dentro dos livros. E, acredite, são muitas!